Postagens

Mostrando postagens de 2016

Post em destaque

Fernando de Noronha gastando pouco

Imagem
Todos sabem que a finalidade deste site é relatar as viagens que nós fazemos de carro. Só que vou abrir o precedente agora. Sempre que viajarmos e tivermos informações úteis pra compartilhar vou colocar por aqui, independentemente do meio escolhido pra isso. Então confira agora o bônus track da nossa viagem ao Nordeste: Fernando de Noronha.

[sancho]

Dias 25, 26, 27 e 28 - Do Atacama/CHI a Curitiba/PR

Imagem
Arrepia, muchacha!

É chegada a hora de partir. Depois de 24 dias de férias e muitas histórias pra contar, chegou a hora de puxar o barco e tomar o caminho de casa. Resumi o roteiro final num só post, pois se trata apenas de dias de estrada, parando nas cidades somente pra dormir e continuar a comer estrada no dia seguinte.



[10/05] Dia 25 - Atacama/CHI ~ Jujuy/ARG
Saímos de San Pedro perto de 11:15 da matina, depois de uma boa noite de sono. O tempo estava bem nublado. Dava pra ver pelo topo das montanhas que havia nevado essa noite. E lá fomos nós, em direção ao gelo.

Dias 21, 22, 23 e 24 - Atacama gastando pouco

Imagem
Chupa, neném!

Bom, vamos passar quatro dias inteiros curtindo os atrativos da região do deserto do Atacama. Para os turistas que vêm pra cá sem carro, fatalmente terão que ceder aos passeios intermediados por agência. Esses passeios são caros, e muitas vezes preenchem o tempo com atividades não tão interessantes, mas que elas fazem para justificar o tempo estimado para isso, que é o dia todo, muitas vezes. Como viemos pra cá de carro, tentamos fazer todos os passeios por conta, pagando só o que era obrigatório pagar, como a entrada de um parque ou uma reserva, por exemplo. Dessa forma economizamos um bocado. Também utilizamos a bike, uma alternativa barata e saudável de explorar as atrações mais próximas. Somente em um dos dias fizemos um passeio, o do Gêiser del Tatio, por intermédio de agência, pois fiquei com medo de um trecho que cruzava um rio. Achei que seria tenso pra passar. Enfim, segue abaixo em detalhes as atividades que fizemos nos quatro dias que ficamos no deserto.



Ataca…

Dia 20 - De Arica/CHI a San Pedro de Atacama/CHI

Imagem
Salve!

[05/05] Dia 20 - Arica/CHI ~ Atacama/CHI
Hora de pegar o beco. Achei a cidade de Arica muito simples, com uma orla ainda em fase de desenvolvimento, e que não precisa mais que dois dias mesmo para conhecer e aproveitar os atrativos da região. Pra gente foi suficiente. Não dá pra comparar, por exemplo, com a "vizinha" Iquique, que já tem um porte maior e mais atrativos voltados pro turismo. Depois do café, por volta das 9h pegamos a estrada, sentido San Pedro de Atacama, um dos pontos mais aguardados da viagem.



Dia 19 - Por Arica: Parque Lauca, Chungará e Vulcões Gêmeos

Imagem
Comequié?!

[04/05] Dia 19 - Passeio ao Parque Nacional Lauca: Lago Chungará e vulcões gêmeos
Dormimos bem e acordamos cedo para nos preparar pro único compromisso do dia que é visitar
o Parque Nacional Lauca, aqui na região de Arica e Parinacota. O destaque do passeio vai pro Lago Chungará, que fica aos pés dos vulcões gêmeos Payachatas: Parinacota e Pomerape. Por ser mais cedo que o normal, o pessoal da pousada já ia deixar um café meio que adiantado pra gente. Apesar disso, havia um funcionário já de prontidão pra nos ajudar no preparo dos pratos.



Dia 18 - Por Arica/CHI

Imagem
Uepa!

[03/05] Dia 18 - Por Arica/CHI
Depois de uma boa noite dormida, decidimos fazer um passeio para o Parque Nacional Lauca, onde é possível avistar o lago Chungará aos pés dos vulcões gêmeos Payachatas (Parinacota e Pomerape). A distância entre a cidade de Arica e o parque é de cerca de 150Km, então achávamos que dava pra fazer o passeio a qualquer hora.



Dia 17 - De Arequipa/PER a Arica/CHI

Imagem
Salve!

[02/05] Dia 17 - Arequipa/PER ~ Arica/CHI
Depois de discutirmos se seguiríamos até a Bolívia a partir de Arequipa, concluímos que deveríamos começar o caminho de volta por alguns motivos: grande distância até Copacabana; trânsito louco na chegada das cidades peruanas; pouco tempo para aproveitar o destino. Dessa forma, começamos a traçar a volta. O primeiro ponto de parada seria a cidade de Arica, no litoral chileno.



Dia 16 - Por Arequipa/PER

Imagem
É isso aí!

[01/05] Dia 16 - por Arequipa/PER
Dia de dar uma volta e conhecer a bonita cidade de Arequipa. Situada no sul do Peru e a uma altitude de 2300m, Arequipa é a segunda maior cidade do país, com uma população que beira 1 milhão de habitantes. Considerada um importante centro industrial e comercial, a cidade tem como destaque a produção têxtil de lã. A partir da cidade, é possível avistar os cumes nevados dos vulcões Misti, Chachani e Pichu Pichu, sendo o Misti o mais imponente.



Dia 15 - De Iquique/CHI a Arequipa/PER

Imagem
Comequié?!

[30/04] Dia 15 - Iquique/CHI ~ Arequipa/PER
E segue o baile. Hoje é dia de estrada. Vamos fazer nosso ziriguidum até Arequipa, no Perú. A viagem vai seguindo sem um rumo certo. Depois dos episódios dos perregues, não sabemos ao certo por onde andaremos. Ao chegar em Iquique decidimos que iríamos até Arequipa, uma cidade que fica ao pé de alguns vulcões no sul do Perú. Quanto a Iquique, é uma cidade que merece um retorno. Particularmente, como curto praia, a cidade se mostrou uma opção interessante pro turista que quer aproveitar o pacífico chileno.


Dia 14 - Por Iquique/CHI

Imagem
Salve!

[29/04] Dia 14 - Por Iquique/CHI
Dia de sol no litoral do pacífico é dia bom pra curtir o mar, claro. Tomamos café do hostel e atravessamos a rua pra curtir a praia. Vale dizer que o café da manhã no Chile, assim como na Argentina, em geral é pão, geleia, manteiga, café, chá e leite. Dessa forma, sempre que dá damos uma complementada com produtos nossos, como queijo, presunto, etc.



Dia 6 - Por Jujuy/ARG

Imagem
E aí? Bora continuar a resenha.

[21/04] Dia 6 - Por Jujuy
Hoje é dia de dar uma volta por San Salvador de Jujuy. Capital da província de Jujuy, a cidade, também conhecida com Tacita de Plata, devido a sua topografia demarcada pelos rios Grande e Xibi-Xibi, é a mais populosa da província, com cerca de 250 mil habitantes. SSJ teve três fundações, sendo as duas primeiras destruídas pelos aborígenes da região e a última consta como do ano de 1593. Conta com uma moderna infraestrutura receptiva, com muitos hotéis, hostels, chalés, restaurantes, etc. Se eu tivesse me dado o trabalho de ler um pouco sobre a cidade antes de ir não teria tomado o susto que tomei ao ver seu tamanho.



Dias 4 e 5 - De Assunção/PAR a Jujuy/ARG

Imagem
E aí!? Na paz?

[19/04] Dia 4 - Assunção/PAR ~ Napenay/ARG
Hoje é dia de se despedir do Paraguai. Ontem conversamos sobre a impressão de cada um sobre o país, mais precisamente sobre o que sentimos de Assunção nesses dois dias que ficamos aqui. Bom, falo por mim, achei que o lugar merece uma visita. Tive contato com pessoas educadas e simpáticas; não achei caro para se alimentar, nem pra beber; achei a Costanera uma boa opção de lazer. Se tivesse mais uns dois dias aqui conheceria o Lago Ypacaraí, a 40Km da capital e conheceria os museus para me inteirar um pouco mais sobre a história dos nossos vizinhos. Fica pra próxima.



Dia 3 - Por Assunção/PAR

Imagem
Salve, rapeize.

Seguindo o baile, hoje é dia de dar uma volta por Assunção. Pra evitar contratempos com o trânsito da capital, resolvemos dar uma pernada pela cidade, sem pegar carro, taxi ou busão, e sem muito planejamento mesmo. Depois do café da manhã no hostel, saímos em direção a Costanera, que é a orla da cidade. A orla é bonita, mas estava deserta. Claro, era segunda-feira, cedo, não tinha muita gente rodando por ali, mesmo. Bem diferente de ontem, quando fizemos um tour express à noite por aqui e tinha gente pra caramba. Pensamos em alugar umas bikes, pois ontem havia essa opção na Costanera, porém como estávamos longe para ir caminhando e sem ter certeza que estaria aberto, abortamos essa missão e só passeamos à pé. Ah, fato a ser destacado: aqui o sol é companheiro inseparável.



Dias 1 e 2 - De Curitiba a Assunção/PAR, via São João/PR

Imagem
Agora foi!

Iniciando os festejos aqui no Comendo Estrada, versão 2016. Dessa vez a intenção é conhecer um pouco mais de nossos vizinhos sulamericanos. Sendo assim, vamos fazer um tour por cinco países vizinhos. Recapitulando: Paraguai, Argentina, Bolívia, Peru e Chile. Simbora.

[16/04] Dia 1 - Curitiba ~ São João/PR
O plano era sair de Curitiba cedo, mas nem tanto, por volta de 8 da matina. Passamos na casa dos membros da equipa da trip e conseguimos sair às 10h. Vamos tentar melhorar isso durante a viagem. Por falar em equipe, dessa vez os que nos acompanham são a Say-o-nation, figura conhecida do leitor do Comendo Estrada, e nosso bro, Ramirez, em sua primeira viagem internacional. Duas figuras das mais altas patentes dos guetos mais obscuros. Cada um com sua virtuosidade, eles vieram trazer malemolência e malandragem para ajudar a embalar nossa viagem.



Planejando uma viagem de carro

Imagem
Uepa!

Diariamente centenas de visitantes do blog, assim como você, se pegam pensando como conseguimos elaborar um roteiro de viagem tão perfeito, sem falhas. Diante dessa questão que povoa o seu imaginário, e visando te proporcionar um sono tranquilo ao menos essa noite, neném, resolvi publicar um resumo de como está sendo a preparação para nossa próxima trip que está prestes a começar.

[roteiro definido]

Preparando pra próxima

Imagem
Salve, salve, rapeize! Despejando um pouco de óleo Singer pra desenferrujar esse espaço aqui, pois é hora de botar o pé na estrada novamente.

Depois de quase 1 ano sem notícia de viagem por aqui, já é tempo do Zidane enfrentar novos desafios. Dessa vez, vamos encarar aproximadamente 8000 Km de chão aqui pela América do Sul. Iremos passar por cinco países, num período de aproximadamente trinta dias. Pois bem, fiquem espertos que daqui a pouco começa a ferver de novo esse negócio aqui.

Grande abrax,

Cabeça