Post em destaque

Fernando de Noronha gastando pouco

Imagem
Todos sabem que a finalidade deste site é relatar as viagens que nós fazemos de carro. Só que vou abrir o precedente agora. Sempre que viajarmos e tivermos informações úteis pra compartilhar vou colocar por aqui, independentemente do meio escolhido pra isso. Então confira agora o bônus track da nossa viagem ao Nordeste: Fernando de Noronha.

[sancho]

29/06 - 17º dia » de Cape Town a Johannesburg

Salve, salve!

Hoje é dia de pegar o beco. Depois de oito dias em Cape Town é hora de arrumar as coisas e migrar pra Johannesburg. Aproveitamos bem a passagem por aqui. Claro, tinha uma porrada de coisa que ainda dava pra fazer, mas não dá pra reclamar. Oito dias deu pra rodar um bocado. E, como sempre dizem, é bom sempre deixar algo pra conhecer em outra oportunidade pra ter o pretexto pra voltar naquele lugar. Como se Cape Town precisasse de pretexto pra ser visitada...

 [entrada do big blue hostel. nossa casa por oito dias]






 [big blue]

Vale dizer que o Hostel é bem bom, porém tivemos alguns incômodos, um meio grave e outros nem tanto assim. O grave foi um grupo de mulheres que estavam hospedadas num mesmo quarto e toda manhã cedo iam pro banheiro tomar banho e deixavam as calcinhas em tudo o que elas achavam que dava pra pendurar. Torneira, pia, válvula de chuveiro, maçaneta de porta... Isso deixou Angélica bem irritada, a ponto de um dia ela pegar as calcinhas de todas elas e jogar no chão. Tá certo que era pra pendurar as coisas dela, também, mas quando ela saia do banheiro, recolhia tudo. Diferente das meninas lá...
Outro incoveniente foi um dia que tiveram que fazer um serviço de reparo na janela do nosso quarto, que demorou quase a manhã toda e atrasou nossa saída. Em outra ocasião disseram que a gente não podia assistir tv na área comum depois das 23h por causa do barulho (talvez a gente tivesse fazendo um pouquinho mesmo :s ). Ah, o chão do primeiro andar é muito barulhento. Por ser de madeira, parece que tem muita folga, então qualquer pequena movimentação todo o corredor ouvia. Fora isso, tudo tranquilo. O Staff é bem bom e cordial.




[nosso quarto]


[mascote]

Arrumamos as trouxas com tranquilidade, já que o vôo era só à tarde e fomos, fizemos check-out e fomos pro Water Front rangar. Após o rango, escolhemos ir pra Table View pra dar um bizu no mar e ver a Table Mountain daquele ângulo novamente. Chegamos lá e fizemos uma horinha até ficar perto da hora do embarque.

 [rango]

Eu tava meio apreensivo pois o aeroporto tava longe e a gente ainda ia fazer o trâmite de entrega do carro na locadora. Bobeira minha. Chegamos no aeroporto e o caminho de entrega de carros alugados é muito bem sinalizado. Em Cape Town fica em frente ao terminal de embarque, do lado do estacionamento. Não tem como errar. E a demora com o trâmite de entrega? Zero, meu amigo. Desci, entreguei prum cara que parecia que já nos esperava os documentos que nos deram quando retiramos o carro ainda em Joanesburgo, e tchau. Sem muito guéri-guéri. Sim, você tá ligado que a gente pegou o carro em JNB, onde tudo começou, né? Se não lembra, dá um confere aqui.

[caminho de entrega de carro alugado bem sinalizado]


 [o brother que fez a vistoria]

[a entrega fica em frente ao terminal de embarque, que é logo ali]




Chegamos com tempo de dar uma volta rápida pelo aeroporto, tudo muito bem sinalizado, tranquilo. Fizemos check-in, procuramos nosso terminal de embarque e, na hora marcada, decolamos.


[por dentro do aerporto]






Chegamos em JNB quase 22h e a gente tava pensando como ia fazer pra ir até Midrand, região metropolina, onde fica o nosso hotel. Pensamos em alugar um carro, mas como amanhã começa a gente inicia um safari de 3 dias, a gente ia pagar diárias à toa, sem utilizar o carro. Antes a gente tivesse feito isso mesmo... sim, pois pegamos um táxi e o motorista, talvez não gostando da nossa pechinchada (a gente achou que tava muito caro pra ir do aeroporto a Midrand baseado em relatos que havíamos lido na Internet), foi voando até lá. Pisou e colocou entre 120 e 130km/h sem necessidade. A gente ficou um pouco tenso, mas resolvi não falar pra ele diminuir pois talvez tivesse efeito contrário. Como o carro era uma Mercedes confiei e fomo que fomo. No fim, tudo tranquilo. Chegamos em paz no hotel, agendamos um taxi pra amanhã cedo e fomo pro ronco.

Fuja!

---------------------

Dados de Bordo:

Km rodados: Poucos. De Green Point a Table View ao Aeroporto.
Abastecimentos: 0

Hospedagem
Hotel Mercure [Midrand] - 595 rand (~R$ 132), diária pro casal, sem café da manhã.

Alimentação
Almoço: Harbour House [Cape Town]. Não lembro o valor.

Postagens mais visitadas deste blog

14/06 - 2º dia » de Joanesburgo a Durban (Africa do Sul)