Post em destaque

Fernando de Noronha gastando pouco

Imagem
Todos sabem que a finalidade deste site é relatar as viagens que nós fazemos de carro. Só que vou abrir o precedente agora. Sempre que viajarmos e tivermos informações úteis pra compartilhar vou colocar por aqui, independentemente do meio escolhido pra isso. Então confira agora o bônus track da nossa viagem ao Nordeste: Fernando de Noronha.

[sancho]

29/12 - 3º dia » de Punta del Diablo/URU hasta Colonia del Sacramento/URU

O dia de hoje começa com o reconhecimento da praia de La Viuda.

Nosso spot no camping

Bem amplo!


Como temos o dia para cumprir pouco mais de 400km. Quem sabe não encontramos uma padaria encantadora no centro? Mas não só não encontramos um comércio (muitas casas de veraneio, muito chiques por sinal, ocupadas em bom número por brasileiros) como passamos pela orla e pelas ruas de acesso "agregando" todos os cães da vizinhança ao nosso nosso grupo. Começando pelo, apelidado pelo Antonio, "Mala Cara" (Cara feia? Alguém tem uma tradução melhor?), encontrado a apenas 3 quadras do camping ele já começou a nos escoltar, só se separando, forçosamente, de volta ao camping. Aonde finalmente tomamos café, quer dizer, iogurte achocolatado y pan con fiambres (pão com queijo e presunto).
Mala Cara e seu companheiro de aventuras

Areia boa na praia, água tranquila de temperatura fria, mas banhável (as meninas discordam, hehe!). Poucos banhistas.



Após arrumar as coisas e desmontar acampamento, saímos por volta do meio-dia em direção a Punta del Este com a Melissa à direção. Após tirar algumas fotos ao melhor estilo turistando, observar um câmbio não muito vantajoso e almoçar frutas e alfajores, seguimos rumo a Montevideo, onde provamos os sorvetes da La Cigale, situada na praça Cagancha, como sugestão da Angélica. Daí, por minha sugestão, conhecemos o mausoléo do General Artigas sob sua estátua na praça Independencia.


Que belezinha!



Gen. Artigas descansando sob vigia.

Saindo da cidade, rumo a Colonia del Sacramento, tivemos pequenos contratempos, como perder uma saída na rodovia e um pneu furado (a ~30km do destino) depois, enfim, chegamos em Colonia!


Gomeros trabajando...

Uhul!

Trocamos uma ideia rápida com a dona de uma loja de artesanato e presentes, René, sobre assuntos gerais, como política e futebol, e a Melissa comprou um Postal para enviar à família. Amenidades acabadas, vamos à parte que interessa: comprar a passagem de barco (buquebus) para Buenos Aires no dia seguinte. Detalhe importante para o horário de partida: 5:30! O objetivo é NÃO parar em Buenos Aires para nada, economizar tempo com o famigerado trânsito da capital porteña. No próximo post vocês verão que não foi bem assim, mas... tudo bem.
Após algumas dificuldades com cartões, documentos esquecidos no carro e R$200,00 debitados de cada um, seguimos nosso roteiro com a passagem comprada. Mais relaxados, fomos ver o pôr-do-sol numa praia do Rio de la Plata próxima, com direito e mergulho e brinde de cerveja no bar da Orla em seguida.


Agora com fome, ainda tínhamos a obrigação de encontrar hospedagem.
El Viajero Hostel estava lotado, mas o atendente cantou a bola que o hostel La casa de Teresa tinha vagas e nos passou a direção. Mas com um preço não tão amistoso, continuamos procurando baseado na listagem que tinha no notebook. Por fim, ficamos no Hostel y Suites del Rio a US$20/pessoa em quarto compartilhado. Bem bacana, ar-condicionado, beliches confortáveis, roupa de cama limpíssima, footlockers, banheiro em ótimo estado, cozinha bem equipada, wi-fi, computador com internet...
Após o banho, Angélica e Alexandre foram dormir. Eu e Melissa fomos jantar (atenção ao detalhe que já era meia-noite) e, se possível, comprar algo para o café da manhã. Encontramos um kiosko (vendinha), missão opcional concluída. A janta ficou por conta de uma pizza sabor Mercosur, do restaurante chamado, advinhem, Mercosur, muito boa: mussarela, pimentão vermelho, azeitonas verdes, ovos mexidos e presunto. Ainda sobrou um pouco para viagem. Ufa! Fim do dia e do post. Saldo de sono para nós dois: 2 horas e meia.

----------------------

Dados de Bordo
Km rodados: 460;
Abastecimentos: 1;
Gastos com abastecimento: 11l, 447 pesos (~R$55,90) em Montevideo, próximo ao porto;


GPS
Nosso senso de direção não é tãaao apurado assim, então tivemos que nos render ainda no Chuy a comprar um Garmin, que funciona. US$139,00.
Aos interessados, no final da viagem faremos um bazar com todas as unidades de GPS.

Câmbio
Quase sempre efetuado a 8/1 (desfavorável para nós), exceto no cartão que será feita na cotagem do dia pelo banco e valor do dólar no dia de pagamento da fatura.

Estrada
Até metade do caminho entre Punta del Este e Montevideo, pista simples e 3 pedágios. Depois, rodovia duplicada por dois terços do trajeto entre Montevideo e Colonia. Duas praças de pedágio, um na parte duplicada e outro na parte simples. Todos custaram a mesma coisa: 55 pesos uruguaios (~R$6,90 na nossa conversão desfavorável). Condições excelentes em todo o trajeto.

Hospedagem
Hostel & Suites del Sur - US$20,00/pessoa quarto compartilhado

Alimentação
Café da manhã em Punta del Diablo: R$52,00;
Mercadinho em Punta del Este: 245 pesos (~R$30,60);
Sorvetes em Montevideo: 190 pesos (~R$23,75);
Cerveja em Colonia: 50 pesos (~R$6,25);
Mercadinho em Colonia: R$17,00;
Pizza e cerveja para duas pessoas em Colonia: R$80,00

Vitor

Postagens mais visitadas deste blog

14/06 - 2º dia » de Joanesburgo a Durban (Africa do Sul)