Postagens

Mostrando postagens de 2012

Post em destaque

Fernando de Noronha gastando pouco

Imagem
Todos sabem que a finalidade deste site é relatar as viagens que nós fazemos de carro. Só que vou abrir o precedente agora. Sempre que viajarmos e tivermos informações úteis pra compartilhar vou colocar por aqui, independentemente do meio escolhido pra isso. Então confira agora o bônus track da nossa viagem ao Nordeste: Fernando de Noronha.

[sancho]

03/04 - 13º dia » De Garopaba à Curitiba/PR

Imagem
Agora, sim, fim de festa. Logo cedo, tomamos um café da manhã massa no hostel e demos uma volta na praia pra ver qualequié a do lugar pelo dia. Curtimos o visual. Certamente merece uma volta com tempo pra gastar. Depois, arrumamos as coisas novamente e fomos em direção à Curitiba. Pra voltar, tudo tranquilo. Só o tumulto padrão nas imediações da entrada/saída de Florianópolis. Seguimos sem agonia e às 14:30 chegamos à capital paranaense.

[ferrugem]

02/04 - 12º dia » De Porto Alegre à Garopaba/SC

Imagem
Dormimos um pouco além do previsto nesse último dia de viagem. A ideia era chegar em Curitiba no finzinho da tarde. Antes de pegar a estrada, ainda tinha um brother pra visitar, o Beto. Demos uma passada breve na loja em que ele trabalha só prum abraço e um papo rápido e voltamos ao hotel pra pegar o chumbeta e ir embora. Vale registrar o quanto Porto Alegre nos agradou. Ouvimos falar muito sobre como é a cidade e tals. Nos dois dias que tivemos por lá, nenhuma crítica negativa temos a fazer. Inclusive no que diz respeito à limpeza urbana.

[vista da varanda do hotel. ao fundo, o mercado]
[mercado municipal]

01/04 - 11º dia » Portoalegreando

Imagem
Com um céu azul típico portoalegrense (segundo Carol, nossa coanfitriã, mais bonito não há), encontramos o casal Itiberê e Carol pra desbravarmos a capital gaúcha. Itiberê e Carol manjam muito da história da cidade, fazendo com que o passeio ficasse bem mais interessante. Demos o rolé pelo Centro e Cidade Baixa. Conhecemos o Porto, depois fomos a Casa de Cultura Mário Quintana (antigo Hotel Majestic, que conta com uma recriação do quarto do poeta, da época em que ele morou por lá). No terraço da Casa de Cultura dá pra parar e tomar uma cervejinha (o que fizemos, claro), curtindo o visu da cidade, com o Guaiba ao fundo.

[céu azul desse jeito só aqui. será?!]

31/03 - 10º dia » de Uruguaiana à Porto Alegre/RS

Imagem
630 km nos separavam de Porto Alegre. O plano era chegar em Porto Alegre de dia pra ainda tentar ver alguma coisa da cidade, só que, como ficamos papeando até altazoras ontem, quem viu? Nos demos o prazer de dormir um pouco mais. Após um cafezaço da manhã, pegamos o beco. Abrax nos camaradas e pé na estrada. Geanzito, Say, valeu mermo. Xêro grande em vocês!

 [casal anfitrião em Uruguaiana]

30/03 - 9º dia » de Colón/ARG à Uruguaiana/RS

Imagem
Dormimos de ontem pra hoje no alojamiento ambar onde fomos muito bem atendidos pelo proprietário do lugar, o senhor Julio. Lugar bem espaçoso, com dois ambientes, sendo no térreo a cozinha e a sala, e na parte de cima o quarto e o banheiro. O carro fica na garagem do lugar. Demos uma volta rápida pra ver como é a orla da cidade durante o dia e fomos pegar o rango. Depois do desayuno, mais uma passada no banco e fomos comer estrada.

[vista do quarto do alojamiento. ao fundo, a orla]
[passeio por colón]

29/03 - 8º dia » de Buenos Aires à Colón/ARG

Imagem
Chegamos ao oitavo dia de viagem, nos despedindo da capital argentina. Em dois dias de Buenos Aires, a gente andou e viu tanta coisa que até mesmo turistas que permancem mais tempo por aqui não conseguem ver. Dos pontos de interesse turístico que a gente considerava relevante, faltava a visita a um, o café Tortoni, tradicional recanto portenho. Com isso atrasamos um pouco a saída pra pegar o lugar aberto. Saímos do Hostel às 10:00 pegando o trânsito da 9 de Julho em direção a avenida de Maio. Trânsito foda, calorzaço e o rádio dizendo havia manifestações populares distintas por diversas ruas da cidade. Cerca de meia hora depois chegamos à praça de Maio. Eu tava procurando um estacionamento perto da praça, mas nem precisou, pois ali no envolto da praça mermo, no miolo, é permitido estacionar. Demorei a acreditar, mas é assim. Então, beleza. Depois de algumas fotos da casa rosada de novo (já que as do sexto dia não vingaram), fomos pro café. Submarinos e churros depois, simbora pra estr…

28/03 - 7º dia » Mais pernada por Buenos Aires

Imagem
Logo cedo pegamos o desayuno (pão, doce, fruta, suco, leite, etc.) e descemos San Telmo adentro, sentido centro, novamente. A ideia era chegar a Recoleta e passar por Puerto Madero, numa pernada de respeito. Porra, como tem feito dia bom nessa viagem. Só céu azul, sem nuvem, e calor. E fomos simbora. Por volta das 13h, já estávamos na Recoleta. A fome véia batendo, procuramos um restaurante pra forrar. Aqui, diferentemente do Uruguai, há o tal do menu executivo, em que o valor cobrado inclui entrada, prato principal, bebida e sobremesa. Aí é jogada. Achamos um nesse estilo e mandamos bala. Nunca é demais falar que a culinária daqui é muito boa. Qualquer lugar que a gente pare pra bater a xepa, a gente sai satisfeito com a qualidade.

[mapa com a rede de ciclovia portenha]
[congresso]

27/03 - 6º dia » Andança por Buenos Aires

Acordamos cedo decididos a mudar de hostel. Como o check-out era às 11:00, corremos pra procurar outro por ali mermo. San Telmo é bem servido de hostels. Batemos quase todas as ruas do bairro pesquisando e encontramos o Garden House. Preço bom, cerca de AR$ 190,00, quarto amplo, hostel limpo, organizado e um terracinho massa. A localização também era boa, na San Juan, a duas quadras da 9 de Julho. Como lá não tinha garagem, consegui um estacionamento na rua de trás com diária a AR$ 43,00. Fechei por dois dias.

26/03 - 5º dia » de Montevidéu à Buenos Aires/ARG, com escala em Colônia del Sacramento

Imagem
Apesar de ter dormido cedo ontem, acordar cedo hoje não foi possível. Mas como o trecho é curto, cerca de 170 km, sem bronca. Saímos do hotel por volta das 10:00 da matina. Paramos numa mercearia, pegamos nosso desayuno e fomos sentido Ruta 1, que nos leva até Colônia del Sacramento. Ainda em Montevidéu, primeira parada pra abastecimento em terras uruguaias. Meu amigo, gasolina a R$ 3,70/l, dá pra tu? E eu reclamando dos R$ 2,99 da fronteira, brincadeira...  Não completei. Pus só o suficiente pra chegar tranquilo em Colônia. Chumbeta abastecido, dá-lhe Ruta 1. Outro tapete. Dá gosto dirigir por essas estradas uruguaias. E da mesma maneira que a Ruta 8, sem movimento. Tudo muito tranquilo. Chegamos em Colônia 12:30. Parada no posto de informações turísticas, pegar um mapinha pra ajudar no rolé e ir comprar o ticket pro Buquebus, o ferryboat que faz a travessia de Colônia pra Buenos Aires (confira detalhes aqui). Há dois tipos de travessia, a rápida, de 1 hora, e a lenta, de 3. Como não…

25/03 - 4º dia » Montevidéu e o bangalelê centenário

Imagem
Hoje foi o dia da desbravada em Montevidéu, já que, com a dormida em Treinta y Tres, a passagem por aqui foi encurtada. Sendo assim, bora canelar. Como o hotel não oferece desayuno (café da manhã), fizemos um lanche com as paradas que a gente tinha comprado num mercado ontem. Depois disso, caminhamos até o centro histórico da cidade. Por conta do pouco tempo, decidimos que nessa viagem a gente não ia parar pra ver museu, o que não agradou uma das responsáveis pelo Hotel que ficou meio indignada porque não paramos na catedral nem no cabildo, museu histórico do uruguai. Assim, passamos pelo centro histórico vendo só a fachada dos prédios e casarios centenários. Atravessando a cidade velha, chegamos ao mercado do porto. Um pouco cedo, com isso não pegamos quase nada aberto. O mercado é pequeno e centraliza seu comércio basicamente nos restaurantes, que têm a parrillada como carro chefe.

[portal que divide a cidade velha do restante do centro novo]
[filósofa mafaldita]

24/03 - 3º dia » de Treinta y Tres/URU à Montevidéu/URU

Imagem
Recuperados do cansaço do dia anterior, acordamos cedo e puxamos o barco rumo à Montevideu. O tempo tava massa. Calorzaço, sol, sem uma nuvem no céu.

[praça em frente ao hotel olimar]
[fachada do hotel]

23/03 - 2º dia » de São Lourenço do Sul/RS à Treinta y Tres/URU

Imagem
Acordamos marromenos cedo e às 09:30 saímos da pousada dos Bergmann. Demos uma passada breve na "praia" pra conferir comequié durante o dia e pegamos a estrada, novamente a BR-116, sentido sul. São Lourenço parece ser uma boa cidade pra passar um fim de semana, tranquila e acolhedora. Diga-se de passagem, nesse fds a cidade estava recebendo um encontro de motociclistas e isso deveria mexer um pouco com sua rotina pacata.

 [vista da praia lagunar de São Lourenço]
Cerca de 50 km após São Lourenço passamos pela entrada de Pelotas. Até lá, há tráfego constante na rodovia, muitos carros e caminhões. Seguimos as indicações para ir sentido Jaguarão, ainda pela 116, cidade que marca a divisa entre Brasil e Uruguai por aquelas bandas. Esse trecho da 116 entre Pelotas e Jaguarão é muito tranquilo, com tráfego zero, praticamente. Aqui você começa ter contato com retas que parecem não ter mais fim. Na saída de Pelotas pra Jaguarão há uma placa indicando que o próximo posto pra abastecime…

22/03 - 1º dia » de Curitiba/PR à São Lourenço do Sul/RS

Imagem
Primeiro dia, saímos cedo. Pegamos a estrada por volta de 6:20 da manhã com objetivo de chegar em Porto Alegre ou esticar mais um pouco, dependo do horário de chegada na capital gaúcha. Pra essa viagem só estabelecemos as cidades que queremos parar, mas não fizemos reserva de nada. Tudo pra flexibilizar nosso roteiro.

[prontos pra saída. eu, a mulé e o chumbeta]

De Curitiba pra Buenos Aires, com escala em Colônia e Montevidéu

Aqui é assim, quase um ano sem dar notícia de repente apareço com mais uma resenha de viagem. Dessa vez, alçando um vôo mais alto. Internacional. Ajeitei uma viagem pra Buenos Aires passando por Montevidéu e Colônia del Sacramento. Comigo na boleia, minha senhora e parceiraça de trips, Angélica.

Em princípio essa viagem era pra ser mais longa, indo até o Chile em 20 e poucos dias. Mas não rolou. Por um bom motivo, é certo, mas não rolou. Como caiu no nosso colo um período de 10 dias pra gente fruir, dentre as opções que tínhamos, pensamos em manter a ideia da viagem internacional de pé, mesmo que fazendo um roteiro mais curto.

O Roteiro

Bom, baseado no pouco tempo e no objetivo de sair do Brasil, pensamos que o roteiro tinha que contemplar cidades que não conhecemos, claro, e algumas que já conhecíamos mas que merecem uma segunda, terceira e tantas outras visitas, que é o caso de Buenos Aires. Sendo assim, traçamos o seguinte:
Curitiba/PR - São Lourenço do Sul/RSSão Lourenço do Sul/RS -…