Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2010

Post em destaque

Fernando de Noronha gastando pouco

Imagem
Todos sabem que a finalidade deste site é relatar as viagens que nós fazemos de carro. Só que vou abrir o precedente agora. Sempre que viajarmos e tivermos informações úteis pra compartilhar vou colocar por aqui, independentemente do meio escolhido pra isso. Então confira agora o bônus track da nossa viagem ao Nordeste: Fernando de Noronha.

[sancho]

Agradecimentos

Mais que simplesmente conhecer lugares interessantes, curtir várias praias, o sol e o calor, tomar cachaça e se fartar de frutos do mar, essa viagem serviu pra solidificar nossa amizade. Viajar é muito bom. Poder compartilhar uma boa viagem com pessoas que a gente curte, melhor ainda. Foram 36 dias juntos. Nenhuma discussão sequer (a não ser uma mijada que eu levei do pekenino :s). Agradeço a vocês meus brothers, Marcello e Sayonara, pela companhia. Foi ducaradjo!!

Agradeço ao meu pai, Tonho Uva, por ter aceito o convite e participar dessa jornada conosco. Foi muito especial sua participação durante toda a viagem, meu velho. Se prepare para a próxima! Valeu!

E em nome do grupo, agradeço aos que fizeram de nossa viagem uma experiência única. Pelas histórias, pela recepção, pela acolhida, pelas farras:

Abraço pra Tia Dina e família, em São Vicente.
Abraço pro vovô Antônio, em Paraty.
Abraço pro Felipe e família, em Itaúnas.
Abraço pra Vó Abigail e família, em Maceió.
Abraço pra Rita, Di…

23/01 - 36º dia » de Aparecida/SP à Curitiba/PR

Imagem
"Estamos indo de volta pra casa...". Foi ao som de "Por Enquanto" que começamos nosso dia hoje.

Acordei mais cedo, enquanto os gêmeos se revezavam no ronco, e fui visitar a basílica de Nossa Senhora. Tirei algumas fotos, orei e agradeci pela viagem que nós estávamos fazendo.

22/01 - 35º dia » de Cabo Frio/RJ à Aparecida/SP

Imagem
Um dos atrativos da região de Cabo Frio é o passeio de barco por Arraial do Cabo. E foi em busca dele que nós fomos logo cedo. Existem inúmeras "empresas" que realizam os passeios. Logo na chegada do pier fomos abordados e já tratamos de acertar o esquema. R$ 30,00 por 3 horas de passeio. Saímos por volta de 11:00. Primeira parada, as prainhas do Pontal do Atalaia. De cara o visual agrada e muito. Marzão de um verde absurdo. Fora a cristalinidade da água. Como a areia é bem branca, a impressão é que se está em uma grande piscina mesmo. Tanto que o velho marujo nos adverte antes de descermos da embarcação: "tomem cuidado, que um ou outro azulejo do fundo da piscina pode estar quebrado e cortar vocês". Tudo muito massa, não fosse a temperatura da água. Gelo puro. Primeiro sinal pra nos lembrar que não estávamos mais no nordeste...


21/01 - 34º dia » de Guarapari/ES à Cabo Frio/RJ

Imagem
Rumamos até Cabo Frio. Outra fuleiragem pra se conseguir lugar. Tudo ocupado, e as que tinham vagas tava caro pra gente. Mas porque a gente tava procurando perto da praia do forte, o que era desnecessário pois a gente nem ia aproveitar a praia lá, então passamos a buscar perto do Canal. Achamos uma boa opção, dentro do que queríamos.

20/01 - 33º dia » de Arraial D'ajuda + Praia do Espelho à Guarapari/ES

Imagem
Só dormimos em Arraial. A meta do dia era conhecermos mais uma top ten, a praia do Espelho, depois de Trancoso, e na passagem por essa última promover o reencontro das famiglias! Sim. Assim como o Gugu, os comedores de estrada também promovem reencontros de parentes que se distanciaram com o tempo. E assim seguimos. Chegando em Trancoso fomos à procura da prima de Say que tava se refugiando por lá. Encontramos a menina em seu trabalho, de surpresa. Na hora do reencontro as duas não controlaram a emoção. Foi bonito de ver.


 [No Quadrado, em Trancoso]

19/01 - 32º dia » de Taipus de Fora/BA à Arraial D'ajuda

Imagem
Dia de desbravar as piscinas de Taipus de Fora. Como havia mencionado anteriormente, Taipus com maré alta é somente mais uma praia. Com a maré baixa ela mostra porque é bambambam. Sobre a manhã nessa praia não vou falar tanto como venho fazendo nos últimos posts. Deixo que as imagens apresentem o lugar.


18/01 - 31º dia » de Morro de São Paulo/BA à Taipus de Fora/BA

Imagem
Hora de pegar o beco. Depois do café da manhã pesado na pousada, nos despedimos de Luiz Melodia, encontramos Caio e Fernanda e fomos pegar a embarcação de volta pra atracadouro, onde o Chumbeta nos esperava saudoso.



[Em frente à pousada e com Melodia, nosso brother]

17/01 - 30º dia » Morro de São Paulo e Ilha de Boipeba/BA

Imagem
Dia do passeio na volta pela Ilha de Tinharé + Ilha de Boipeba. Depois de um café da manhã reforçado, contando com o atendimento primeira linha do nosso Melodia, nos dirigimos ao ponto de encontro para o embarque. Ali tivemos a certeza da popularidade do passeio. Muitas embarcações do tipo "flexboat" à espera da raça sedenta por conhecer os atrativos da ilha. Vale mencionar que o passeio de barco é apenas um dos tantos meios de explorar a Ilha. Há opções como bicicletas, cavalos, charretes, jipes e outros. Todas as opções podem ser vistas na área dos receptivos, na 2ª praia.


16/01 - 29º dia » de Salvador/BA à Morro de São Paulo/BA

Imagem
Cumprindo o que acertamos, acordamos às 4 da matina na intenção de pegar o primeiro ferry pra fazer a travessia Salvador - Ilha de Itaparica. Pegando o ferry pouparíamos combustível e, talvez, tempo. O primeiro ferry estava programado para sair às 05:10. Chegamos ao terminal 04:50. De nada adiantou. Já tinha uma fila gigante esperando pra embarcar. Perdemos o primeiro e tivemos de esperar até 06:10 pra pegar o segundo. Sem problema, pois ainda era cedo.


[Espera para pegar o ferry boat, na travessia Salvador - Ilha de Itaparica]

15/01 - 28º dia » E na Bahia ninguém me segura ê!

Imagem
Opa! Hoje é dia de Morro de São Paulo!! Será?!

Acordamos por volta das 9h, o que já complicaria um pouco nosso plano de ir pra Morro. Nossa ideia era colocar as coisas no carro, passar no Pelourinho, Lacerda, Mercado Modelo e depois capar o gato. Conversando com Sivaldo, ele sugeriu que a gente aproveitasse o dia pra conhecer melhor Salvador e que só seguíssemos viagem no dia seguinte, cedo. Sugestão aceita.


 [Vista da nossa sala, na Barra]

14/01 - 27º dia » de Maceió/AL à Salvador/BA

Imagem
Chegou a hora de comer estrada novamente. Depois de 15 dias na terrinha, é hora de despedida e de pegar o caminho do sul.

Em princípio pensamos em acordar cedo, sair cedo, no raiar do dia. Depois tornamos a sanidade e nos demos o direito de dormir até um pouco mais tarde. Por volta de 9:30 estávamos saindo da casa da tia Goretti, porém ainda tinha mais algumas despedidas pelo caminho. Uma delas, da própria dona da casa. Passamos no trabalho dela, registramos o momento pra posteridade, pegamos com ela uma encomenda (trataremos disso adiante) e voltamos até sua casa pra libertar a Lila, que tava trancada por dentro, pois a chave tava com a gente. Na verdade foi um lapso providencial, preu ter a possibilidade de me desculpar por não ter ido no jantar da noite anterior.


[Nos despedindo de Tia Goretti]

13/01 - 26º dia » Galés de Maragogi!!! Um dia conheceremos...

Imagem
E segue o baile! Dia de despedida da terrinha. E pra fechar com chave de ouro, bonito, por cima da carne seca, resolvemos fazer o passeio pras Galés (piscinas naturais) de Maragogi. Esse passeio já havíamos tentado fazer, mas não havia dado certo. Lembra?

Pra essa vez pegamos uma dica com um cunhado do Tonho Uva, que nos disse que é mais jogo pegar a embarcação em Japaratinga (praia antes de Maragogi), pois os caras cobram mais barato e ainda passam pelas piscinas naturais de Japaratinga antes de chegar as Galés. Com essa dica na mão, saímos por volta de 7:15 da matina de Maceió pra tentar pegar esse passeio. Dessa vez fomos de Chumbetuva, pois o Chumbeta estava sendo colocado em revisão pra viagem de volta. Cerca de uma hora e vinte depois chegamos em Japaratinga. Pedimos informação num terminal de receptivo e os caras nos deram as seguintes informações: desconheciam o passeio saindo de lá e que mesmo que quiséssemos fazer somente o das piscinas de Japaratinga não daria pois a embarc…

12/01 - 25º dia » Encontros e despedidas

Imagem
Dando sequência às comemorações de despedida dos Comedores de Estrada da Terra dos Marechais, fomos almoçar na casa da Ana, onde ela já nos esperava com aquele camarãozinho invocado, na micula. Nos acompanharam no almoço, Walter, Lene e a pivetada.


[Waltinho, Lene e família confraternizando com os Comedores na Ana]

11/01 - 24º dia » Massagueirinha e o sirizinho traiçoeiro

Imagem
Hoje fomos ao Mercado do Artesanato, no Centro, e demos uma volta no calçadão do comércio. O mercado do artesanato tem produtos que as ferinhas da Pajuçara e do pontal (e todas as demais) têm, porém com preços um pouco mais acessíveis. Nem tudo, é bem verdade, mas andando com calma, pesquisando e brigando com os feirantes, é possível conseguir bons descontos.

Já no calçadão do comércio o intuito era matar a vontade de comer o tradicional pastel chinês da Boa Vista. É um dos rituais que costumo fazer quando estou em Maceió. E é bom saber que o sabor continua o mesmo, passe o tempo que passar.

10/01 - 23º dia » Maria vai com as Ostras

Imagem
Mais um dia em que o grupo se separou. Semelhante ao dia de ontem, hoje uma parte fez o costumeiro rolé na orla e outra parte foi fazer prova de concurso e visitar parentes e amigos.

Galeguinho e Mini-Prenda caminharam pela orla e pegaram o fim-de-tarde no bar Kanoa. Lugarzinho arretado, ajeitado e badalado. Após um tempinho juntaram-se a eles Diogo e Laís, conhecedores do boteco de longa data.


[Galeguinho tentando ficar moreno igual a mim]

09/01 - 22º dia » A Casa das 8 Mulheres

Imagem
No dia após o show dormimos sem preocupação alguma. O único compromisso do dia era um jantar com as tias na Garça Torta. Durante o dia o grupo se dividiu. Parte ficou de boa, passeando na orla, tomando aguinha de coco e curtindo o ócio. Outra parte saiu pra rever os amigos e familiares, afinal, é reta final de passeio.


[Fim de tarde na Paju]

08/01 - 21º dia » Show do Asa

Imagem
E chegou a sexta-feira!!! Dedicamos este dia ao merecido descanso pois o show do Asa de Águia nos aguardava. Dormimos até tarde, passeamos na orla e tomamos água de coco.

Às 19h fomos resgatar nossos comparsas, Cássia e Eduardo, e seguimos rumo a Praia do Francês, onde acontece o FestVerão 2010. As atrações da noite: Canibal, Asa de Águia, Psirico e Cavaleiros do Forró.

A galera aprendeu rápido os difíceis refrões de dança da bicicletinha, vale-night e outros sucessos.

07/01 - 20º dia » de Gaibu/PE à Maceió/AL

Imagem
Acordamos em Gaibú e tomamos um belo café da manhã na pousada, que ficava a 50 metros do mar. Cruzamos pelas pedras para chegar a uma espécie de mirante e seguindo um pouco adiante avistamos a Praia de Calhetas, que tem formato de coração e é famosa por ser uma das mais bonitas do litoral pernambucano.

[Vista da Praia de Gaibu, após uma breve escalada nas rochas.]


[Praia de Calhetas em formato de coração.]

06/01 - 19º dia » de Natal/RN à Gaibu/PE

Imagem
De Natal a gente só viu o que a gente já conhecia: o Papai Noel. Não aproveitamos a cidade pois chegamos à noite, no outro dia ficamos fora e voltamos à noite também. De longe deu pra ver o Morro do Careca e o Forte dos Reis Magos. Já era suficiente. Não gostei muito da sinalização para os pontos turísticos espalhados pela cidade. Estávamos a fim de conhecer o Centro de Turismo, só que havia sinalização deficiente para nos levar até lá e pegamos muita informação desencontrada junto aos moradores. Desistimos. Mas é um lugar que vale uma outra visita, com mais calma.

Saímos de Natal com o intuito de chegar a praia dos Coqueirinhos, na Paraíba, e dormir por lá. No caminho, passamos pelo "maior cajueiro do mundo", em Pirangi/RN, ainda próximo à Natal. Como havia fila pra entrar e o que veríamos lá dentro seria semelhante ao que estávamos vendo pela cerca resolvemos tirar umas fotos meio de penetra e puxar o barco.


[Em frente à entrada do maior cajueiro]

05/01 - 18º dia » Natal/RN + Jacumã

Imagem
Chegamos em Natal já no cair da noite e fomos buscar informações sobre os 2 albergues da juventude que existem na cidade: Lua Cheia e Verdes Mares. No caminho nos deparamos com a pousada Lilly-Jo, indicada pelo Guia 4 Rodas: Viajar Bem e Barato. E de fato, gastamos na diária menos do que gastaríamos ficando no albergue, e com direito a quarto privativo, ar-condicionado e até piscina! Como diria um conhecido da Say: "Se tá ruim pra gente, imagine pra classe média...". Pra quem for a Natal, fica a dica!




[Aproveitando a piscina no Lilly-Jo]

04/01 - 17º dia » de Barra do Cunhaú/RN à Natal/RN

Imagem
Após o descanso na pousada KiteSurf do velho marujo Adriano "Preocupação Zero", saímos pela porta dos fundos e já estávamos na praia. Para nossa surpresa havia 2 ninhos de tartarugas bem próximos, porém as tartaruguinhas só deverão vir ao mundo no final de janeiro/inicio de fevereiro, e infelizmente não iremos presenciar o espetáculo.

[Barra do Cunhaú: beleza e tranquilidade. "Preocupação zero".]

03/01 - 16º dia » de Recife/PE à Barra do Cunhaú/RN

Imagem
É hora de se despedir de Pernambuco. Após uma boa noite de sono na casa dos nossos amigos, pegamos a estrada pra histórica, folclórica e carnavalesca cidade de Olinda. Coladinha em Recife, é conhecida pela sua parte histórica, com seu casario mantendo a fachada antiga, e pelo seu carnaval. Fomos informados que a partir desse fim-de-semana, até o carnaval, vai ter prévia carnaval todo domingo nas ruas de Olinda. A cidade transpira frevo.


02/01 - 15º dia » de Maceió/AL à Recife/PE

Imagem
Chega de molezinha, de mamatinha, de melzinho na chupeta! Sim, pois essa rotina só de praia, camarãozinho, água de coco, cerveja e sol também enjoa. Então, chegou a hora de colocarmos em prática novamente o motivo pelo qual criamos esse blog: comer estrada! Conforme havíamos dito anteriormente, iríamos tirar uns 5, 6 dias das férias em Maceió pra viajarmos até Natal. Esse roteiro intermediário tem como primeiro pit stop a cidade do Recife. Só que daqui pra lá tem muita coisa boa pra ir curtindo...

Acordamos cedo, por volta de 7 horas. Duas após o previamente estabelecido. Juntamos as tralhas, comemos e partimos rumo ao litoral norte alagoano. Já havíamos conhecido uma parte boa, até a praia de Tabuba. Agora iríamos explorar a Costa dos Corais ou Rota Ecológica, trecho compreendido entre as praias de Marce(i)neiro, próximo a Barra do Camaragibe, e do Patacho, próximo a Porto de Pedras. Paradas estratégicas em São Miguel dos Milagres e Patacho para contemplar o visual e a cor do mar, qu…

01/01 - 14º dia » Feliz Ano Novo!

Imagem
A noite da virada foi bem aproveitada. Chegamos relativamente cedo à orla, 22:50, que já estava bastante movimentada. Em poucos minutos Diogo e Laís apareceram para nos fazer companhia. Em seguida, Tonho Uva, Rita, Cássia e outros familiares nos encontraram para juntos celebrarmos a passagem do ano. Após acompanhar a queima de fogos (Maceió é detentora do recorde da mais longa queima de fogos da América Latina, com cerca de 83 minutos, do primeiro ao último. Isso porque entre um estouro e outro há um intervalo de aproximadamente 12, 13 minutos de absoluto vazio. Um silêncio profundo, para que os que estão ali festejando possam refletir sobre os erros e acertos no ano que acabara) levamos "nosso" isopor contendo cerveja, coca, rum e energético. Seguindo um dos fundamentos do Sábio Malaquia, que dizia "peso só se carrega na ida. Jamais voltarás com ele", zeramos o isopor para aliviar o peso na ida pra casa.


[Diogo e Laís com os Estradeiros]

31/12 - 13º dia » Adeus ano velho...

Imagem
Descanso prévio! Esse foi o lema do dia. No último dia do ano não queríamos complicar nosso meio-campo. A noite que estava por vir seria longa. Pensando nisso, dormimos à vontade, almoçamos perto de casa e demos uma volta na orla próximo de onde estamos hospedados. Até o chumbeta não foi mexido, pois, caso ocorresse, ele poderia não conseguir sua vaga cativa na frente do prédio.

30/12 - 12º dia » Você pensa que cachaça é água?

Imagem
A praia escolhida para visita de hoje foi a praia do Gunga, antes de chegar até ela demos um pulo no mirante que proporciona uma vista espetacular, de um lado o rio desaguando no mar verde cristalino e na terra uma plantação das grandes de coqueiros. Em seguida fomos ver o que o mar traria para nós. Como de costume, sol rachando e areia pelando de quente. A busca por uma cadeira e um guarda sol foi dificil, visto a quantidade de pessoas na praia. Enquanto isso, duchas de água gelada eram a saída para se refrescar.
Após um lugar e uma sombra, bera e coco mataram a sede. Banho de mar, seguido de banho na lagoa e depois uma ducha.