Postagens

Mostrando postagens de 2009

Post em destaque

Fernando de Noronha gastando pouco

Imagem
Todos sabem que a finalidade deste site é relatar as viagens que nós fazemos de carro. Só que vou abrir o precedente agora. Sempre que viajarmos e tivermos informações úteis pra compartilhar vou colocar por aqui, independentemente do meio escolhido pra isso. Então confira agora o bônus track da nossa viagem ao Nordeste: Fernando de Noronha.

[sancho]

29/12 - 11º dia » Minha jangada vai sair pro mar...

Imagem
Mais um dia na terra das lagoas, novamente de sol, iupi, e delhe calor.

Os aventureiros, para não perder tempo, acordaram às 7:30 para prestigiar uma maravilha criada pela natureza, as piscinas naturais de Pajuçara, situadas no meio do mar. Para essa aventura tivemos a companhia de Aline, amiga de catequese do Cabeça Chimbinha. Para chegar até às piscinas, fomos em um passeio de jangada.

[Singrando o mar rumo às piscinas naturais]


28/12 - 10º dia » Parlez-vous français?

Imagem
Como havíamos fugido das praias badaladas no fim-de-semana, chegou a hora de conhecer uma delas: o Francês. O Francês fica no município de Marechal Deodoro, e está a cerca de 30 Km de Maceió. Na noite anterior fomos dormir tarde o que atrapalhou um pouco nosso esquema de praia. Saímos de casa por volta de 11:30 e pegar o solzão daqui nesse horário é punk. E tome protetor pra segurar a soleira na moleira!



[De boa na praia do Francês]

27/12 - 9º dia » O primeiro mergulho de férias jamais será esquecido

Imagem
Acordamos sem saber ao certo para onde ir. O sol estava a pino e implorava por nossa presença à beira-mar. Pois bem, demos essa chance a ele e fomos em busca de um canto pra curtir o dia. Convidamos um casal de amigos, Michelle e Marcão, pra ir conosco.

Fomos em direção ao litoral norte alagoano até encontrarmos a praia de Sonho Verde. Tava massa. Arretada. Mas como fomos com o galeguinho, o melhor era escolher uma praia calminha para que ele pudesse ficar numa boa, sem usar a bóia do bob esponja. Entramos no carro e paramos na vizinha, Tabuba. Aí sim. A galera vibrou. Com a maré vazante, pudemos aproveitar ao máximo o mar tranquilo. Tranquilidade essa proporcionada pelos arrecifes que funcionam como quebra-mar para essa praia.

26/12 - 8º dia » Enfim, praia! Mesmo que o tempo não ajude...

Imagem
Acordamos na expectativa de um belo dia de sol! Finalmente íamos pegar a praia... mas, milagreiros que somos, assim que pisamos na praia o tempo fechou e a chuva caiu.

Mesmo sem banho de mar, curtimos o visual da praia de Guaxuma, acompanhados pelo casal Lila e Fabiano.


[Tempo fechando, Guaxuma]

25/12 - 7º dia » Maceió, cá estamos!

Imagem
Exaustos da viagem e estufados de tanta comilança, dormimos como bichos preguiça depois de um dia de trabalho.

Despertos e arrumados, seguimos para nosso compromisso do dia, um almoço na casa da tia Ia, irmã da tia Ana, em Massagueira, onde nos fartamos com a comida, camarão ao molho de côco, e de boas histórias contadas pelo tio Syd.

24/12 - 6º dia » de Praia do Forte/BA à Maceió/AL

Imagem
Acordamos cedo e tomamos um café da manhã meio mirrado no hostel, já arrumamos as trouxas no carro e fomos conhecer o Projeto Tamar.

[Saindo do Hostel, Praia do Forte]
Lá é tudo muito organizado, tivemos contato com tartarugas, tubarões, ouriços, estrelas do mar.. vale a pena a visita!

23/12 - 5º dia » de Arraial D'ajuda/BA à Praia do Forte/BA

Imagem
Após um refrescante banho de piscina e uma também refrescante bera gelaaada na noite anterior, descansamos bem (1h - 8h) para iniciar mais um dia da jornada dos comedores de estrada.

[Os muleques dengosos, Tonho Uva e Galego, na manha]

22/12 - 4º dia » de Itaúnas/ES à Arraial D'ajuda/BA

Imagem
Acordamos às 08:15 e tomamos um cafezão invocado na pousada. Após isso, a ideia era atualizar os órfãos desse blog com informações dos dois últimos dias, porém não foi possível. Não conseguimos conectar a internet com o 3G da pousada. Desistimos. Nesse momento a intenção ainda era sair do Espírito Santo e percorrer o litoralzão da Bahia até Ilhéus. Conversando com Felipe, responsável pela pousada, recebemos algumas dicas sobre o percurso. Segundo ele, por conta das condições precárias da estrada num bom trecho até lá, seria muito puxado pra gente tirar numa pegada só. Felipe sugeriu ir até  Arraial D'ajuda e no outro dia continuar viagem. Sugestão aceita pelos Comedores de Estrada. Dessa forma, sem ter que ficar com um olho na raposa e outro na cachaça, fomos dar um giro na vila e curtir um pouco do que ela tinha pra oferecer. Felipe cedeu as bikes da pousada pra gente dar uma banda (não musical) até as dunas. E fomos camelar. A vila de Itaúnas é pequena e acolhedora. O tempo ali …

21/12 - 3º dia » de Rio das Ostras/RJ à Itaúnas/ES

Imagem
E segue o baile!

Mais um dia vencido. Mais um destino alcançado. Foi longo o dia hoje. Mas não longo porque passamos muitas horas na estrada. Na estrada não foi nem tanto tempo assim.

Acordamos relativamente cedo. Por volta de 08:30. Exceto Tonho Uva que acordou com o cantar do galo, honrando a tradição que tá no sangue da família. Tomamos um café reforçado e variado. Nos enrolamos um pouco e pegamos o beco umas 11:30, rumo a praça da baleia e a lagoa da coca-cola. Como a Say já havia mencionado, a orla de Rio das Ostras é bem ajeitada. Dá vontade de passar mais um tempinho lá. E hoje tava um sol arretado virado na gota e o mar chamando prum mergulho... mas, o tempo urge e a estrada implorava pra gente pisá-la.


[Praça da Baleia Charlotte, Rio das Ostras]

20/12 - 2º dia » de Paraty/RJ à Rio das Ostras/RJ

Imagem
Reestabelecidos da aventura do dia anterior após uma boa noite de sono e um café da manhã reforçado, saímos para conhecer a cidade de Paraty. Casarões históricos, ruas de pedras arredondadas e lisas, igrejas antigas.. tudo muito bonito. Infelizmente tivemos que nos ater ao Centro Histórico, devido ao tempo, mas fazer um passeio de barco pelas praias e ilhas da região parece uma ótima idéia.

[Comedores de Estrada em Paraty]

19/12 - 1º dia » de Curitiba/PR à Paraty/RJ

Imagem
Sim, estamos vivos !!!
Após o atraso da atualização, estamos de volta. Ficamos sem acesso à internet ontem.

Um certo dia um bando de pessoas distintas (Tonho uva, Tonho uva Junior, Galego e Mini Prenda) resolveram começar sua jornada.
Tudo começou na sexta após as 18 hrs, Tonho uva descansando, Juninho indo trabalhar, Mini Prenda a procura de uma mala pra viajar e Galego no bar, ansioso para a viagem.
Todos esperando o momento, o combinado, 03:30, para sairmos às 04:00.
Mas nem tudo é perfeito, saimos de Saint Thomaz, casa de Mini Prenda, às 05:10 e fomos rumo à Gran Trip.

[Galera pronta pra comer estrada]

É daqui a pouco

Salve, estradeiros virtuais!!

É! Daqui papoco tamo zarpando. Finalmente a espera vai dar lugar a satisfação de colocar em prática aquilo que planejamos: comer a estrada, deitar o cabelo, crocodilar o asfalto!

Grande abrax e até Paraty!

Integrando a equipe

Imagem
Andale, andale, andale!!

Nessa quarta rolou a apresentação oficial do time dos comedores de estrada. Agora sim! No almoço onde aconteceu a integração foram discutidos vários assuntos acerca da viagem. Acertamos o horário, o itinerário, o que é imprescindível levar, as músicas que vamos curtindo e todo o ziriguidum. Contamos ainda com a presença e a consultoria dos nossos brothers wawa e ande.


[Almoço em Nega Maluca com a equipe do Comendo Estrada]

É isso aí! Faltam, agora que passou de meia-noite, dois dias pra ser dada a largada para invasão do Nordeste! Arrepia, muchacha!!

Onde é vantagem por gasolina em relação ao álcool

Imagem
Uma informação importante pra quem vai viajar cortando vários estados, assim como a gente, é a variação do valor do combustível durante o percurso. Por conta do aumento do valor do álcool na bomba em diversas praças do Brasil, abastecer o carango com esse combustível já não é tão vantajoso assim. Por isso, resolvi colocar aqui uma notícia ligada ao assunto pra encher linguiça prestando informação de utilidade pública :-)

A ficha vai caindo...

Imagem
Uepa! Entramos na reta de largada!! Se existe ou não essa expressão depois você me diz, porque agora, depois de uma semana sem um post, estamos de volta pra informar que ele, Mr. Antonio da Uvas, enfim, pisa em solo paranaense, completando a equipe dos Comedores de Estrada. E aos poucos a ficha vai caindo... mas só deve cair mesmo na madrugada de sábado, quando cada um de nós estiver se preparando pra embarcar nessa jornada.



Broadcasteando o Comendo Estrada

Arrepia, Capiba! Boca de Caiêra!

Estamos iniciando hoje a divulgação "em massa" do blog. Pra você que tá conhecendo agora, se aproxegue, fique à vontade e curta com a gente os momentos que antecedem a Gran Trip. Faltam 15 dias pro início da 1ª viagem a ser relatada aqui. E você pode se perguntar "mas que p#$@*! de viagem é essa?". Pra saber do que se trata esse primeiro projeto, sugiro que comece lendo o primeiro post. Depois é só seguir subindo pelos links pros outros posts, nesse menu lateral "arquivo do blog", até chegar ao post atual, ou clicando no menu "Viagens" lá em cima.

Revisão no bicho

Imagem
Hoje foi dia de colocar o chumbeta na revisão. O bicho tá que tá só o filé. Se bem que nem tava em tempo de fazer a primeira revisão ainda, mas entre antecipar e fazer durante a viagem, resolvi antecipar. Além do que já tava previsto pra ser verificado, óleo e filtro, pedi pro mecânico Wladmyldson dar uma olhada num "grilinho" chato que tava atrás do banco traseiro. Ele meio que já sabia do que se tratrava. Disse que aquilo era um mal crônico dos veículos da linha Palio/Siena. Regulou aqui, martelou aculá, e maravilha! Trouxe de volta o sossego ao interior do chumbeta.

Um pulo em: Maceió/AL

Imagem
Encerrando a primeira parte da série "um pulo em", chegamos ao litoral mais bonito desse brasilsão (qué isso... nem tô puxando a sardinha pro meu lado): Maceió, o paraíso das águas. Coloquei algumas fotos que tentam traduzir a expressão.
Seguindo os trâmites de praxe, fiquem com um aperitivo de Maceió:

Um pulo em: Aracaju/SE

Imagem
Um pouquinho de Aracaju pra vocês. Daqui já dá até pra sentir o cheiro do sarapatel do beto ladrão, na terrinha. Eita porra!

Aracaju significa "cajueiro dos papagaios". A palavra é composta por dois elementos: "ará" , que significa ´papagaio´, e "acayú" , que significa ´fruto do cajueiro´. Esta interpretação tem grande vigência, embora existam outras versões.

Aracaju é uma cidade tranquila, segura, aconchegante e acolhedora. Preparada para o mercado turístico, a capital sergipana possui atrativos naturais - praias, rios, manguezais -, saborosa gastronomia marcada principalmente por sabores do mar e uma ótima infra-estrutura urbana.

Um pulo em: Ilhéus/BA

Imagem
Chegando a parte nordestina da nossa série, segue um pouco de Ilhéus pra vocês.

"ILHÉUS", conhecida como "Terra da Gabriela", graduada como "Princesinha do Sul", reflete uma enorme importância como referência da costa do cacau, no sul da Bahia. A capital da costa do cacau, de tanta memória, cultura e beleza, exerce uma autêntica atração irresistível sobre os visitantes. Ilhéus, cenário que inspirou a criatividade do escritor Jorge Amado, fascina e envolve a todos.

Um pulo em: Itaúnas/ES

Imagem
E vamos pulando pra mais um destino. Dessa vez, apresentaremos um pouco de Itaúnas. De cara é o destino que, particularmente, tô com mais vontade de conhecer. Seja pela proximidade do Nordeste (saber que teremos chegado à metade da viagem, talvez pouco mais) ou pelo clima de tranquilidade, ainda que contrastante com o agito de seu forró tradicional, que me inspira esse lugar. Então, com vocês, Itaúnas.

Um pulo em: Rio das Ostras/RJ

Imagem
Continuando a apresentação das cidades em que pernoitaremos durante a viagem, trazemos um pouco sobre Rio das Ostras.

Rio das Ostras é conhecida internacionalmente pelo seu potencial turístico, seus atrativos e cultura, características de um município dinâmico.
As 14 praias que desenham sua costa são os atrativos mais procurados pelos turistas que chegam diariamente à cidade. As áreas de preservação do município provam que é possível crescer, preservando o meio ambiente. Ilhas, lagoas, o rio das Ostras e o manguezal são verdadeiras maravilhas para os amantes da natureza.

Um pulo em: Paraty/RJ

Imagem
Abrindo a série sobre a apresentação das cidades em que ficaremos, trazemos um pouco sobre Paraty.

Praias, cachoeiras, fazendas históricas, trilhas e muita cultura é o que oferece a cidade de Paraty. Localizada no eixo Rio-Santos, Paraty tem 300 praias e 65 ilhas. O charme da cidade, toda em estilo colonial, fica por conta do calçamento pé-de-moleque, que são grandes pedras desordenadas. Os passeios de escuna podem ser uma das melhores maneiras de conhecer algumas das muitas praias e ilhas de Paraty.

Os estradeiros

Imagem
Abre que é sucesso, abre que é sucesso!!!

Os estradeiros dessa trip são 3 amigos que se conheceram no trabalho e hoje formam um forte círculo fraternal, onde um cuida do outro. Formado por um alagoano e dois paranaenses, além da herança genética, os 3 possuem em comum o interesse pela diversão e a celebração da amizade.

A máquina

Imagem
Arrepia, muchacha!!

O post da vez apresenta o responsável por nos levar com conforto e segurança ao nosso destino. Vindo praticamente das telas de Transformers 2, ei-lo, o chumbo grosso, o popular "chumbeta"!

Roteiro inicial: Curitiba - Maceió

Comequié, rapa!!!

Nossa viagem será dividida em etapas e a primeira delas é o trecho Curitiba - Maceió. O roteiro traçado inicialmente é o que segue abaixo:

De Curitiba pra Natal é chão!

Imagem
Salve, salve, povaréu!

Viajar de carro, pegar a estrada, seja em férias, feriadão, fim de semana...
Pois bem, estamos iniciando as transmissões da primeira aventura do Comendo Estrada. A ideia é divulgar aqui os relatos das viagens feitas em cima de nossos carangos. E pra começar, não poderia ser uma trip qualquer. De cara já vamos começar com a "Gran Trip", como vem sendo chamada informalmente por... mim.